BlogPod | Moda e Beleza
O PERIGO DO CHUMBO NOS BATONS

Existe um lado negro na industria da beleza, que tem um efeito contrário no nosso corpo e pelo qual pagamos caro, literalmente e de maneiras diferentes: com a saúde e com a carteira.

A minha ideia com este artigo não é dramatizar, mas sim consciencializar e mostrar que existem soluções. Mas, a verdade é que ainda existem produtos no mercado com chumbo na formulação! Principalmente, o batom!

“O chumbo é um elemento que já teve propósitos úteis por séculos, mas os perigos dos níveis excessivos de chumbo no corpo tornaram-se aparentes nas últimas décadas. O chumbo é uma neuro toxina que pode causar dificuldades de comportamento, desenvolvimento e aprendizagem. Portanto, ela é considerada perigosa principalmente para crianças, cujos cérebros ainda estão em desenvolvimento.”

Normalmente a presença do chumbo está relacionada com a cor, ou seja, funciona como um editor que puxa pelo contraste dos tons nos batons, para que fiquem mais apelativos e atraentes, mas que pode ter um preço: a composição química, e muitas vezes, é prejudicial à saúde. O chumbo é um metal pesado bio acumulativo, ou seja, acumula-se progressivamente na cadeia alimentar e não é eliminado com o tempo. É tóxico, cancerígeno, prejudicial ao cérebro e ao sistema nervoso. Pode afectar o sistema circulatório, levar ao desenvolvimento de anemia, intoxicação, gerar alterações neurológicas e do sistema reprodutor, além de disfunção renal.

Agora, vejamos!

Matemática: Uma mulher que use batom regularmente (3 vezes por semana), ingere literalmente 4 batons por ano, ou seja, 20g de produto. Começa a usar em menina, e dura uma vida inteira. Calculemos desde os 15 anos (a minha filha de 7 anos já usa ás vezes) até aos 70 anos…podendo ir até mais. São 55 anos e 20g por ano, (é assustador eu sei) faz 1.100KG, de ingredientes cancerígenas…

Outros metais pesados estão também presentes na formulação de batons e outros cosméticos, isto porque eles compõem elementos como os pigmentos e corantes que constam nos mesmos. A quantidade de chumbo contida nos cosméticos é regulamentada por várias entidades, em Portugal é o Infarmed ou CPNP  com regras e leis. Considerando as baixas concentrações permitidas, a quantidade absorvida seria muito baixa e incapaz de produzir danos à saúde.

Ou seja, é permitido ter chumbo, mas numa quantidade mínima.. Mas será que essa lei está a ser obedecida? 

Não está. Porque? Porque os químicos tornam o produto barato  a margem de lucro é abismal, demasiado grande e tentadora para pensar na saúde!! E esse é o problema real na industria. Depois o investimento vai para grandes campanhas de publicidade que nos lavam o cérebro e vamos a correr comprar!

No caso da minha linha ELLAS, a diferença é que nós abdicamos do lucro em prol da saúde e desenvolvemos as formulas com ingredientes puros e de alta qualidade. E tenho um especial orgulho no trabalho de fizemos. Pondo as coisas de outro ângulo, será que não estamos habituados ao “baratinho” e tudo o que seja diferente a isso é excluído?

Até ponto a sua saúde deixa de ser importante para dar lugar dentro da mala, o tal produto de marca?

A organização Campaign for Safe Cosmetics” publicou uma pesquisa com marcas de batom conhecidas, onde mostra que 61% deles continha chumbo em quantidade bem acima da permitida, incluindo entre elas marcas caras como a Dior. As empresas com PIOR rendimento são Procter & Gamble (Cover Girl), L’Oreal (L’Oreal, Body Shop e Maybelline) e Revlon.

Outros metais pesados que se encontram na maquilhagem incluem mercúrio (como conservante e aditivo de cor), arsénico (veneno aditivo de pigmentos), chromio em cores verdes, cobalto e níquel.

Nos rótulos podem aparecer na lista, ou muitas vezes nem sequer aparecem: Lead acetate, chromium, thimerosal, hydrogenated cotton seed oil, sodium hexametaphosphate.

Não há níveis saudáveis ou considerados seguros dessas substâncias. Não há!

Os riscos para saúde relacionados a exposição a metais pesados incluem:

– Neurotoxidade: ligadas a problemas na aprendizagem, linguagem e comportamentais.

– Redução de fertilidade em homens e mulheres

– Desregulações hormonais e irregularidades hormonais, incluindo desenvolvimento da puberdade tanto em homens quanto em mulheres.

O que posso fazer, enquanto consumidora, para escolher um batom saudável e ajudar a inverter a indústria?

Felizmente existem marcas, que lançam produtos a pensar na saúde. No meu caso, foram os batons ELLAS.  São portugueses, artesanais, os melhores ingredientes orgânicos, com todo o luxo e sofisticação que a mulher gosta, com sustentabilidade e de confiança. Até a minha filha usa!

São orgânicos, vegan, nunca testados em animais e a embalagem é recolhida para não ir parar ao lixo, e carregar ainda mais o planeta. Desenvolvemos as formulas e são 100% portugueses.

Eu pessoalmente nem quero imaginar o que já ingeri, se for fazer bem contas a 16 anos de carreira como modelo profissional, onde usei maquilhagem diariamente e em grandes quantidades.

Temos urgentemente que começar por algum lado. Eu penso na minha filha. Na saúde dela, na de tantas outras meninas e mulheres!

Por isso convido a conhecer mais sobre a minha nova marca ASM COSMETIC LAB

Comece por algum lado,mas comece. Espero pelas vossas opiniões ou perguntas em baixo!

Obrigada por ter estado desse lado!

MULTIPLICAR:

PUBLICADO POR ANA CLAUDIA VAZ – BEAUTY & BUSINESS ADVISER

Agora, quero saber sobre ti!
Tens uma pergunta para me fazer, ou um tópico que gostarias de ouvir num episódio?
Escreve em baixo.
Podes também encontrar-me no instagram @anaclaudiavazoficial

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

OLÁ,

Sou a Ana

Uma empresária otimista e inabalável, dedicada a ajudar profissionais do mundo da beleza.

BlogPod

CATEGORIAS

Moda e Beleza

Carreira

ASM TV

Motivação

 

QUER PERTENCER À MINHA ACADEMIA DE BELEZA?

TAMBÉM PODE GOSTAR DE…